sábado, 9 de janeiro de 2010

Cerradeiro Alerta


O filho caçula da Mãe-Terra
enterra
seu irmão Cerrado, o mais velho.
E o elo
de resistência e sabedoria,
em pleno dia,
se rompe ao batuque de um machado
marcado
sem a possibilidade da volta.
Solta
a boca no mundo cerradeiro,
que o derradeiro
suspiro de vida e esperança
balança
entre a pureza de uma luta
e a puta
miséria de morrer acomodado
calado.

(Gabriel BJ)

4 comentários:

Kamila disse...

Salve salve Gabriel, Salve salve CPT, Salve salve cultura popular...
SALVE SLAVE CERRADO!!!

Anônimo disse...

por aqui eu tambem rompi o silencio, pois me considero o ultimo cerradeiro do segundo planalto paulista. é só canaviais.
lazaro carneiro.

Programas de Rádio disse...

Viajando por este nosso Estado, a gente percebe que esta é a pura realidade...

Binha disse...

um poeta o garoto!
lindo!
eu curti pakas Biel, cara de pastel!
=)
sucesso!